segunda-feira, 25 de julho de 2016

As Provações de Apolo (Dia do Escritor)

Olá Rockers,
Hoje em homenagem ao Dia do Escritor e também pela falta de posts sobre livros ultimamente, vou falar a minha opinião sobre o livro "O Oraculo Oculto" da nova série do Rick Riordan, "As Provações de Apolo".
Escritor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Nota: 9/10
Desde o fim da série "Os Heróis do Olimpo", eu e provavelmente todos os outros fãs de Percy Jackson, fiquei muito ansiosa por outro livro, uma continuação para o fim angustiante de "O Sangue do Olimpo" (quem leu me entende, quem não eu não vou dar Spoiler).
Esperei por alguma noticia por algum tempo, até que "As Provações de Apolo" chegou ao meu conhecimento.
Eu pirei total, esperei, muito.
Até que comecei a ler outros livros e (me envergonho disso), me esqueci completamente da nova série.
Um dia entrando no site de livros online que eu sigo, procurando algum bom para ler, descobri que o livro já tinha sido lançado e estava disponível para mim, ali, na minha frente.
Foi como se o Natal tivesse chegado bem mais cedo.
Enfim, parei tudo o que estava fazendo e fui ler.
E logo nos primeiros capítulos, já se sente a familiaridade dos livros do Tio Rick.
Mesmo com um novo personagem, alguém desconhecido para nós, é como se estivesse lendo aquele livro fazia muito tempo, foi incrível.
Mas ao mesmo tempo que a sensação era igual, a visão do mundo desse personagem é muito diferente de qualquer coisa que já tivesse lido.
Esse livro conta a história de Lester Papadopoulos, ou na verdade Apolo.
O deus do sol, meio que irritou seu pai, Zeus, o rei do Olimpo. Quando a guerra contra Gaia (que aconteceu na série anterior) acabou, Apolo foi exilado do Olimpo e transformado em mortal, sem seus poderes divinos e totalmente suscetível a morte, machucados e muita dor.
Se isso já não fosse o suficiente, quando se é um deus imortal de 4 mil anos, se acumula um numero considerável de inimigos, que agora sabem que ele está totalmente desprotegido. Imagine a confusão.
Enfim, a visão de Apolo do mundo é muito, muito engraçada.
Em todos os livros de Rick, temos a mistura de história, com o mundo moderno, com as redes sociais e tecnologias que os deuses usam.
Mas nesse livro, Apolo fala muito sobre tecnologia, e como os deuses a usam, como se eles fossem adolescentes e não vivessem seus seus celulares, coisa que nem os semideuses fazem.
Achei isso muito engraçado.
E os comentários dele são muito absurdos como por exemplo (SPOILER ALERT, PULE PARA O PRÓXIMO PARAGRAFO) quando ele vê que a mãe de Percy está grávida e fica chocado por ela ter que carregar a criança:
"— Sibila sagrada! — gritei. — Senhora, tem alguma coisa errada com sua barriga!
A mulher parou, intrigada, e olhou para a própria barriga enormemente inchada.
— Bem, estou grávida de sete meses.
Senti vontade de chorar por ela. Carregar aquele peso não parecia natural. Minha irmã, Ártemis, tinha experiência com partos, mas essa era a única área das artes da cura que sempre achei melhor deixar aos cuidados dos outros.
— Como você é capaz de suportar isso? — perguntei. — Minha mãe, Leto, sofreu durante uma longa gravidez, mas só porque Hera a amaldiçoou. Você foi amaldiçoada?
Percy parou ao meu lado.
— Hã, Apolo, ela não foi amaldiçoada. E, por favor, não mencione Hera.
— Pobre mulher. — Balancei a cabeça. — Uma deusa jamais se permitiria ficar tão sobrecarregada. Ela daria à luz assim que tivesse vontade.
— Isso deve ser bom — concordou a mulher.
Percy Jackson tossiu.
— Enfim... Mãe, estes são Apolo e a amiga dele, Meg. Pessoal, esta é minha mãe.
A mãe de Jackson sorriu e apertou nossas mãos.
— Me chamem de Sally.  "

Enfim, não vou falar muito mais para não dar mais spoilers, mas com certeza indico essa leitura para qualquer pessoa que goste de mitologia, dar risada, aventura e ação.
Bjs e bye Rockers!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Continue lendo

Follow by Email